Eleições 2018

0
29

Dia 7 de outubro, domingo, é dia de votação em todo o Brasil. Reunimos as principais dúvidas dos eleitores de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que você não deixe de exercer seu direito democrático ao voto

Neste domingo, dia 7 de outubro de 2018, os eleitores irão votar para eleger o presidente, os senadores e os deputados federais e estaduais que irão governar o Brasil nos próximos quatro anos. O horário de votação, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é das 8h às 17h. Este é considerado o primeiro turno das Eleições 2018. A votação do segundo turno será realizada no domingo do dia 28 de outubro, no mesmo horário.

Segundo consta na Constituição brasileira de 1988, nos arts. 28, 29, inciso II, e 77, um segundo turno poderá ocorrer apenas nas eleições para presidente da República, governadores dos estados e do Distrito Federal e para prefeitos de municípios com mais de 200 mil eleitores. Logo, são eleitos em uma única votação os senadores, deputados federais, deputados estaduais e vereadores, assim como prefeitos e vice-prefeitos de municípios com menos de 200 mil eleitores.

Porém, não basta apenas o candidato ter mais votos que seus concorrentes e ficar em primeiro lugar para que seja eleito. Ele precisa obter mais da metade dos votos válidos (excluídos os votos em branco e os votos nulos) para ser eleito, em primeiro ou em segundo turno. Por esse sistema, uma vez obtida maioria absoluta dos votos válidos já em primeiro turno, o candidato é considerado eleito desde logo, não se realizando segundo turno. Não tendo sido atingida a votação suficiente por nenhum dos candidatos, haverá a necessidade de segundo turno, oportunidade na qual concorrerão apenas os dois candidatos mais votados no primeiro turno da eleição, considerando-se eleito aquele que conseguir a maioria dos votos válidos em segundo escrutínio.

Documentação
No Brasil, quem já completou 16 anos pode votar, mas seu voto não é obrigatório; o mesmo vale para maiores de 70 anos e pessoas analfabetas. O voto é obrigatório para brasileiros alfabetizados maiores de 18 anos e menores de 70 anos.

No dia da eleição, leve um documento oficial com foto, que pode ser carteira de identidade (RG), passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho, Documento Nacional de Identidade (DNI) ou carteira nacional de habilitação.

Tenha sempre em mão seu título de eleitor, já que nele constam informações sobre a zona e a seção eleitoral. Se preferir, baixe o aplicativo do TSE e-Título (título de eleitor em meio digital, disponível para Android ou iOS), que substitui documento oficial com foto. No app ou no portal do TSE, você pode consultar  sua zona e seção de votação, caso não saiba.

Voto em branco e voto nulo
Segundo o TSE, a diferença entre votar branco ou nulo está apenas na forma como o eleitor decide votar. O voto em branco é registrado quando o eleitor pressiona o botão Branco na urna eletrônica. Já o voto nulo é registrado quando o eleitor digita um número que não pertence a nenhum candidato ou partido e aperta o botão Confirma.

Apenas os votos válidos são considerados na contagem. Se a maioria dos eleitores votar nulo, seus votos serão descartados e ganhará o candidato com o maior número de votos válidos. Mesmo que mais de 50% dos eleitores votem nulo, a eleição não é anulada.

Mais informações podem ser obtidas no site do TSE: http://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2018

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here