28 de abril: Dia Internacional da Educação – A importância do letramento e alfabetização na Educação Infantil

0
237

Especialistas do Colégio Salesiano falam sobre a aprendizagem da linguagem oral e escrita para as crianças ampliarem suas possibilidades de imersão e participação nas práticas sociais

O letramento começa muito antes de a criança pegar um lápis ou conhecer as letras e as formas de escrever. A partir das vivências cotidianas com a família e com a sociedade, os pequenos participam de tal prática de maneira intensa em diversas situações, como no contato com materiais escritos em lugares diversos e de variadas formas. O Ensino Infantil também é espaço propício para esse trabalho, em que todo conhecimento adquirido será contextualizado e compreendido segundo a função que ocupa na sociedade.

Ao longo dos séculos, desde o Brasil Colônia, enfrentamos problemas no ensino da leitura e escrita. Pessoas se alfabetizam, aprendem a ler e a escrever, mas não necessariamente incorporam a prática da leitura e da escrita. Não adquirem competência para envolver-se com suas práticas sociais: não leem livros, jornais, revistas; não sabem redigir um ofício, um requerimento, uma declaração; sentem dificuldade em encontrar informações em uma conta de luz, em um contrato, por exemplo.

A importância do letramento na primeira infância

Durante a Educação Infantil, quando o professor ensina o nome para os alunos já está os ajudando a comparar e relacionar seus nomes com os dos outros colegas. O incentivo para conhecer o mundo letrado deve ser apresentado nessa fase por meio de leituras para que, mais adiante, na sua vida escolar, as crianças sejam capazes de estabelecer relações, assumir uma posição crítica e confrontar ideias. O ambiente da Educação Infantil deve estimular na criança o desejo de querer aprender a ler e a escrever. “Posso afirmar que as crianças que convivem e têm acesso ao mundo letrado, desenvolvem-se muito quanto a questões de linguagem, pensamento lógico e crítico, pois desde cedo aprendem a ler esse cenário. Notamos isso quando um aluno faz uma ‘pseudoleitura’ dos livros, isto é, quando conta a história do livro lendo somente as imagens e imitando a leitura”, destaca Angélica Biazioli, coordenadora pedagógica da Educação Infantil e Ensino Fundamental I do Liceu Coração de Jesus, escola da Rede Salesiana.

Escola, família e aluno e os fatores socioculturais na aprendizagem

Aprender a linguagem oral e escrita é de fundamental importância para as crianças ampliarem suas possibilidades de viver em sociedade. “As crianças têm a necessidade de estar próximas às pessoas, interagindo e aprendendo com elas, proporcionando segurança para se expressar e descobertas de diferentes gêneros culturais”, diz Angélica. Os professores, mestres e educadores da Rede Salesiana são unânimes com relação à tríade essencial para que as crianças consigam ter um aproveitamento social e intelectual mais próximo do máximo. Muitas crianças já vão para a escola com o conhecimento obtido de maneira informal, absorvido no cotidiano, deixando assim o aprendizado baseado na contextualização e não mais um aprendizado automático e repetitivo. “O sucesso escolar do educando vai acontecer quando tivermos em sintonia três pontos: a escola, a família e o aluno. Cada um dando conta do que compete a si”, afirma a coordenadora pedagógica e especialista em Educação Infantil e 1° ano, Gislene Naxara, do Colégio Salesiano Santa Teresinha, na Zona Norte de São Paulo.

Com mais de 30 anos de atuação na área de educação, ela reforça ainda que a falta de momentos de convívio diário com o filho também pode interferir no desempenho escolar. “Essa relação deve ser mais do que uma simples refeição diária. Se estão próximos, mas cada um em seu celular, não adianta. A questão é a presença efetiva. As pessoas delegam muito a terceiros, mas na verdade a educação é responsabilidade de pai e mãe. A escola trabalha a escolarização, a família a educação. E isso só acontece com a presença”, enfatiza Gislene.

A coordenadora pedagógica percebeu que alguns pais costumam ser muito rígidos com os filhos em relação ao ensino, mas orienta que o melhor caminho seria que eles explicassem para os estudantes os reflexos de seu aproveitamento escolar. “A exigência deve acontecer no sentido de elas trazerem o seu melhor, terem dedicação e se sentirem motivadas. Temos que mostrar a responsabilidade de cada um em fazer o seu melhor, desvinculando da nota e deixando que seja uma consequência. Se o aluno se dedica, o resultado é bom. Se não foi satisfatório, é necessário investigar o motivo. A nota é um resultado que serve também para avaliação, temos que refletir sobre ela, independentemente de qual seja”, finaliza.

Sobre o Colégio Salesiano Santa Teresinha:

Centro de Ensino Infantil, Fundamental e Médio, o Colégio Salesiano Santa Teresinha foi fundado em 1937, na Zona Norte de São Paulo e fica na rua Dom Henrique Mourão, 201, Santa Terezinha. A instituição é centrada na metodologia do Amor Educativo e no Sistema Preventivo, que se resumem em três dimensões: razão, espiritualidade e afeto – bases da proposta pedagógica de Dom Bosco, santo católico que atuou como educador de crianças e jovens no século XIX. Além dessa dimensão religiosa, o externato Santa Teresinha conta ainda com uma gama de atividades extracurriculares diversas para desenvolver habilidades complementares a educação básica. Para mais informações, acesse: www.salesianost.com.br

Sobre o colégio Liceu Coração de Jesus:
Fundado em 1885, o Liceu Coração de Jesus, localizado na Alameda Dino Bueno, 285, Campos Elíseos, destaca-se como um colégio tradicional de Ensino Infantil, Fundamental e Médio. A instituição possui um histórico rico e diversos ex-alunos famosos, como o ator Grande Otelo, o ex-presidente Jânio Quadros, o músico Toquinho e o maestro Roberto Tibiriçá. Um dos pontos principais de destaque é que seu projeto pedagógico respeita a individualidade e o desenvolvimento intelectual, psicossocial, afetivo-emocional, físico-motor dos estudantes e a espiritualidade cristã. Construção tombada pelo patrimônio histórico, o complexo arquitetônico do Liceu é inspirado na primeira casa salesiana de Turim, na Itália. Para mais informações, acesse: www.liceucoracaodejesus.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here