Visagista fala sobre a sobrancelha ideal, as tendências e técnicas de preenchimento

2
457
Sobrancelha mais grossa e com ar natural, da atriz Grazi Massafera

A sobrancelha bem desenhada pode trazer elegância e jovialidade ao olhar. Além da orientação de um profissional especializado, você pode usar técnicas de micropigmentação ou maquiagem para obter o resultado esperado

Toda mulher procura uma sobrancelha perfeita, mas não existe regra para isso. O caminho ideal é procurar um visagista, pois ele é o profissional que consegue harmonizar o desenho da sobrancelha com o formato do seu rosto e com o estilo da pessoa. O visagista e maquiador Fábio Farias, responsável pelo treinamento das profissionais da rede de estética BeautyB explica que o profissional deve entender o pedido da mulher, pois cada uma tem seu estilo, porém, deve informá-la sobre a moda do momento e sobre o poder que a sobrancelha pode exercer em seu rosto, conforem o tipo escolhido. “A sobrancelha também tem o poder de realçar e abrir o olhar. As mais usadas para essa função são angulares e as arqueadas, que fazem um arco no intermédio. Essas sobrancelhas dão um ar de poder”, ensina Fábio.

Em relação à tendência, o profissional lembra que, antigamente, a sobrancelha mais fina era sinônimo de elegância, mas, hoje, esse conceito mudou e são as mais grossa, com ar natural que estão em alta e trazem um aspecto mais jovial.

Para quem não tem muitos pelos, há duas opções, cobrir a sobrancelha com maquiagem ou fazer a micropigmentação. Na hora de maquiar, Fábio alerta para não fugir muito do natural. “Lápis de sobrancelha e rímel incolor ou gel para sobrancelhas são ótimos instrumentos para a maquiagem. O lápis é o mais fácil para aplicar em casa e a mulher pode andar com ele na bolsa e reaplicar em qualquer lugar para esconder falhas ou preencher algum pontinho mais fino. O gel é legal para quem quer acentuar o volume com naturalidade, alinhando os pelos rebeldes”, explica o maquiador.

Sobrancelha arqueada, da atriz e cantora Cléo Pires

Micropigmentação

Já a micropigmentação é uma técnica que vem sendo muito usada e é indicada para qualquer tipo de pele e sobrancelha. “Não há contra indicação, mas recomendamos que gestantes tenham um aval do médico”, diz Fábio. Ela ajuda a desenhar o modelo da sobrancelha quando a pessoa não tem, cobre uma cicatriz e preenche as falhas. É indicada para quem tem poucos pelos, porém, o maquiador alerta que se for uma sobrancelha com poucos fios e claros, não é indicado uma micropigmentação grossa e marcada, como muitas pessoas têm feito, para não ficar muito impactante. “Muitas mulheres usam essa técnica porque têm o inicio da sobrancelha falhada, ou quando ela é muito reta e querem fazer um ângulo, ou para arrumar um final que é muito fino”, conta Fábio. Segundo ele, na avaliação técnica, que normalmente, é gratuita, há a possibilidade de se projetar um “antes e depois” para a cliente ver como vai ficar o resultado.

Ele explica que hoje existem três técnicas de micropigmentação no mercado e uma avaliação e conversa com a cliente é que irá definir a melhor a ser usada.

  1. Compacta: olhares mais marcados, com ângulos ou bem quadradinhas.
  2. Fio a fio: para quem busca cobertura em falhas, para correções mais pontuais e sem grandes evidências.
  3. 3D: para quem não tem nada de pelo na sobrancelha ou sobrancelha muito rala e muito clara. Ela cobre por inteiro e cria um efeito esfumaçado: claro no início, mediano no centro e mais escuro e marcado no final, como se fosse uma maquiagem.

Entre os cuidados necessários estão: 48hs sem lavar e evitar sol, porque o pigmento é orgânico e pode mudar a cor no final. “Ele vai clareando e, em 30 dias, chega ao resultado, que é quando a cliente volta para o retoque apenas para finalizar”, explica o profissional.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here