Quatro dicas para decorar apartamentos

0
32
Apartamento com decoração atemporal da Trisul Construtora

Confira as dicas da arquiteta Chris Silveira para preparar, da melhor forma, um lar que atenda a toda a família, priorizando conforto e valorizando a convivência entre as pessoas

Ao decorar um apartamento é preciso saber aproveitar bem os espaços e imprimir personalidade e características da família no ambiente. “É importante levar em conta a escolha das cores, dos móveis, a possibilidade de integrar os ambientes e até a identidade da família”, ensina a arquiteta Chris Silveira, responsável por projetos da Construtora Trisul. Confira abaixo quatro dicas da arquiteta para decorar seu apartamento:

1-Monte espaços integrados

Para ganhar a sensação de amplitude uma das estratégias é derrubar paredes e integrar espaços. Antigamente as cozinhas eram grandes, pois era o ponto de encontro da família, dos amigos, do bate-papo, mas hoje este espaço está integrado. “O ambiente que é de convivência foi adaptado para os nossos dias e a nova arquitetura, por isso, surgem os espaços sem paredes, em que cozinha, living, home, terraço, jantar, bar, churrasqueira estão integrados, criando uma grande área social. São espaços multiuso para convivência”, declara a arquiteta Chris Silveira.

2- Atenção aos elementos utilizados na decoração

De acordo com a arquiteta, usar cores claras ajuda a dar a sensação de amplitude aos ambientes. Elementos aconchegantes, assim como as tendências dos novos materiais, mais nobres e práticos, mas sempre indo além da funcionalidade, garantem o toque sofisticado ao apartamento. “Texturas, iluminação, tudo que pode trazer prazer em ficar no ambiente deve ser cuidadosamente pensado”, revela.

3 – Escolha uma identidade

A decoração também tem que ser compatível com a personalidade e o estilo dos moradores, como por exemplo, um jovem casal, com ou sem filho pequeno, até uma família já mais consolidada. “A sensação que procuramos passar para a decoração é a de uma moradia afetiva, de pertencer a um lugar que é único, compondo um espaço funcional, mas com a cara de ser só seu. Criar uma identidade de realmente uma volta ao lar”, conta a arquiteta.

4- Escolha dos móveis

Hoje o que todos buscam são espaços flexíveis e móveis versáteis, que otimizem os espaços, principalmente se os apartamentos forem compactos. “Saber aliar mobiliário e objetos, de forma a compor ambientes funcionais e acolhedores, nos leva a verificar desde os tamanhos até os desenhos exclusivos para se adaptar àqueles espaços. Não deixando nunca de pensar também no conforto e na beleza, mas ajudando a buscar uma casa essencial, onde o “estar” é mais importante do que o “ter”. A casa deve ser do nosso tamanho”, orienta Chris Silveira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here