Pizza, uma paixão universal, agora também nos casamentos

0
222

Da Itália para o mundo, ela virou o prato favorito dos paulistanos aos finais de semana e invadiu também o menu das festas

A cidade de São Paulo é um mix do mundo, com restaurantes típicos de quase todos os países que se possa imaginar. Mas, é um prato italiano bem conhecido que conquistou o coração dos paulistanos e virou tradição na cidade. Sim, estamos falando da pizza. Difícil achar uma casa que não tenha o costume de comer uma saborosa pizza ao fim de semana. Mas, para os fãs mais assíduos, qualquer dia é dia para experimentar um sabor novo.

Não é à toa que a capital paulista reúne as melhores pizzarias do Brasil, muitas com receitas tradicionais italianas, preparadas por filhos e netos de imigrantes que se instalaram por aqui anos atrás. A zona norte é bem representada com nomes de peso que atraem grande público em busca de massas fininhas e recheios fartos, como a Pizzaria Bruno, na Freguesia do Ó, Graça di Napolli em Santana, Lenheira no Tucuruvi e Verdi no Imirim.

Mas, outro tipo de lugar virou referencia para elas: os casamentos. Assim como muitas cerimônias tradicionais, os casamentos vêm se modernizando e incluindo em seu cardápio outras opções de comidas, como crepes, finger foods e, principalmente, pizzas. Segundo o profissional de eventos André Rocha, que atende pela plataforma de contratação de serviços GetNinjas, as pizzas despontam nos menus dos casamentos em São Paulo. De acordo com ele, o número de pedidos de pizzas para casamentos cresceu três vezes entre 2016 e 2017. “Nós oferecemos buffet completo, como crepe, churrasco e finger foods. Mas no último ano, os casais têm preferido pizzas gourmets”, explica Rocha.

Um dos segredos para fazer uma pizza de sucesso é a qualidade dos ingredientes. E isso vai além da diversidade de sabores. Optar por queijos e carnes pouco gordurosos ajuda a não deixar a massa mole, por exemplo. Outro truque em relação à massa é ter uma longa fermentação para que descanse bem, ajudando tanto no sabor quanto na digestão e assar na temperatura adequada para ter aquela crocância no ponto certo, não ficando nem dura nem mole demais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here