4 dicas para cuidar do cachorro no verão

0
20
Foto: Freepik

Com as altas temperaturas da estação mais quente do ano, é preciso tomar alguns cuidados com os bichinhos de estimação e isso vai desde a hidratação até os passeios

O verão está chegando e o termômetro já vem subindo na capital paulista, o que faz com que os bichinhos de estimação, muitas vezes, sofram com o calor excessivo. Por conta disso, os donos de cachorros devem ter alguns cuidados, principalmente na hora de passear nas ruas com asfalto quente e debaixo do sol escaldante. O passeador e adestrador, Cássio Brito, cadastrado no aplicativo de serviços GetNinjas, relacionou  algumas dicas sobre o assunto para ajudar quem tem um pet em casa a aproveitar o calor da melhor maneira. Confira:

1. Passeios
O melhor horário para sair com o cachorrinho na rua é na parte da manhã, das 7h às 9h, ou das 18h em diante, segundo o profissional. “Se não for possível sair durante esses horários durante o dia, tente sair à noite, nem que for por 15 minutos, para ele fazer, pelo menos, um passeio por dia e sair um pouco de casa. Para cachorros mais peludos e os que têm maior dificuldade de respirar, a caminhada deve durar no máximo 20 minutos por conta das altas temperaturas”, orienta.

2. Outras opções de diversão
Além dos passeios, dependendo do local que a pessoa reside, há opções de creche e centros de adestramento onde os cães podem brincar, e alguns locais com piscina para eles se refrescarem. “Porém, é necessário tomar alguns cuidados como usar protetor solar específico para cachorros que têm pelos mais brancos e também evitar de deixar os cães mais peludos molhados por muito tempo, pois pode trazer problemas para pele”, ensina Cássio.

3. Hotéis no litoral
Atualmente, muitos hotéis no litoral são pet-friendly e aceitam bichos de estimação estando preparados para atendê-los bem. Alguns possuem até mesmo locais próprios para os cães brincarem e descansarem. “O único cuidado necessário é com a praia. Há locais que permitem a entrada de animais na areia, mas alguns proíbem. É necessário ficar atento. Além disso, eles ficam mais propensos a contraírem doenças pelo contato com areia e água”, relata o adestrador e passeador.

4. Alimentação e hidratação
É importante manter sempre seu pet hidratado com água e até mesmo água de coco. “Em relação à alimentação, é interessante congelar algumas polpas de frutas, evitando as ácidas, e também alguns alimentos salgados, como carne moída, por exemplo. Além deles ficarem refrescados com as comidinhas geladas e saudáveis, é uma forma de brincadeira para os animais, pois escorrega e eles ficam mais tempos entretidos”, conta Cássio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here