Revisão do carro garante segurança veicular durante a viagem de férias

0
1066

O ideal é que a checagem no veículo seja feita com antecedência, já que são muitos itens a serem verificados, como pneus, suspensão, freios, óleos e filtros, bateria, palhetas de limpeza dos vidros e filtro do ar-condicionado

Viajar é sempre bom, mas quem opta pelo roteiro de carro é preciso se atentar a fazer uma revisão no automóvel antes de pegar estrada e, assim, viajar tranquilo. Isso evita ficar parado pelo caminho com o veículo quebrado ou sofrer um acidente. Como são muitos itens a serem checados, é preciso que seja feito com antecedência. Especialistas das oficinas especializadas DPaschoal, que oferecem esse serviço completo de revisão e também de manutenção do veículo, indicam que a checagem deve incluir desde a análise do fluído de freio até as palhetas de limpeza dos vidros.

É indicado que o motorista acompanhe de perto o trabalho do mecânico, quando o profissional estiver fazendo a checagem do carro. A avaliação do veículo dura, em média, de 30 a 40 minutos. Mas, se for necessário trocar uma peça, o trabalho pode ser estender por uma manhã ou uma tarde.

Nesta época do ano, com as estradas cheias, a falta de revisão ou manutenção dos veículos é responsável por quebras e acidentes. Um grande vilão é o pneu. Mais de 30% das chamadas de assistência de guincho nas estradas acontece em decorrência de problemas como pneu furado, em más condições ou estepe vazio. Para uma viagem tranquila, é preciso verificar se o pneu está careca, fazer a calibragem, o balanceamento e o alinhamento. “O primeiro item a ser checado antes de sair em viagem é o pneu. Lembrando que o pneu careca não é apenas quando já está liso, sem ver o desenho dos frisos. Existe um indicador de desgaste no fundo do pneu que pode ser verificado pelo próprio motorista ou ele pode procurar um especialista”, explica o gestor de Inovação do Centro de Treinamento Técnico e de Inovação (CTTi), Leandro Vanni.

Ele diz que, se tiver um degrauzinho de 1,6 milímetro no fundo do sulco, já é considerado um pneu careca. “Um pneu careca reduz a aderência do veículo ao piso e isso pode provocar acidentes graves”, alerta o gestor de Inovação. O engenheiro afirma que os motoristas também devem ficar atentos ao estepe. “Antes de sair em viagem, é preciso checar se o pneu está cheio. As pessoas esquecem de manter o estepe em condições de uso. Dessa forma, em uma emergência, o motorista não poderá contar com esse pneu”, adverte.

Pente-fino
Vanni diz que na revisão de segurança tem uma lista de checagem. Além dos pneus, o engenheiro afirma que é preciso avaliar as condições de suspensão, sistema de freios, óleos, fluídos, bateria, palhetas de limpeza de vidros e higienização do ar-condicionado. “O motorista deve fazer uma revisão geral no veículo antes de pegar a entrada. Na revisão, é realizado o diagnóstico da condição do carro. Caso seja necessário, os mecânicos fazem a manutenção das peças e componentes que necessitem de troca”, explica. O profissional ressalta que, quanto mais cedo for feito o serviço de checagem, maior será a garantia de que toda a manutenção estará pronta até a data da viagem.

Ele reforça que o motorista deve prevenir os riscos e atentar para todos os detalhes durante a revisão. “Um bom exemplo é a checagem do sistema de freios. É preciso avaliar pastilhas, discos e fluído. Todo o sistema deve estar funcionando perfeitamente para garantir a segurança do motorista no momento da frenagem. Dirigir na estrada exige ainda mais dos freios dos veículos”, alerta o especialista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here