Vai viajar de carro com seu pet? Veja como transportá-lo com segurança

0
325
Foto: www.thelabradorsite.com

Quem vai viajar de carro e decide levar seu bichinho de estimação precisa seguir algumas normas de segurança e também algumas dicas para que o trajeto seja agradável 

A temporada de férias de verão no Brasil deixa as estradas cheias de turistas em busca de descanso e diversão, principalmente nos litorais do país. E muitos decidem levar seus pets nessa aventura ao invés de deixá-los em hotéis ou com cuidadores. Se esta for a sua opção, fique de olho nessas dicas de como transportar seu animal de forma segura.

Primeiro é preciso saber que existem leis para condução de animais em carros. No caso dos cachorros, levá-los no colo ou do lado do passageiro é considerado infração de trânsito que resulta em penalidade. Outro costume muito comum, que também é proibido pela legislação, é deixar o pet curtir o vento com a cabeça para fora do veículo. Segundo o veterinário Jorge Morais, da Animal Place, o correto é manter o animal preso, com sua movimentação reduzida, de forma que ele não possa distrair o dono. “Você pode usar uma guia no cinto de segurança, impedindo-o de conseguir pular para os bancos da frente, por exemplo, ou colocá-lo em cadeirinhas para cachorros, aconselhadas para os bichos de pequeno porte e que garantem mais segurança para o motorista”, explica o veterinário.

Foto: Freepik

Já no caso dos gatos, apesar de não ser obrigatório o uso da caixa transportadora, essa é a melhor opção para eles, já que ficam mais agitados dentro do carro por não se sentirem seguros. “Deixe a caixa transportadora aberta pelo menos um dia antes da viagem, em um local onde o gato possa entrar e se acostumar com aquele ambiente. Isso faz com que ele perca o medo e não se recuse a entrar nela no dia de embarcar”, ensina Morais. Outra dica é prender a caixa com o cinto de segurança, para evitar que o animal se machuque com o movimento do carro.

Também é necessário tomar alguns cuidados em relação a alimentação do animal e para evitar que suas necessidades sejam feitas dentro do veículo. “Há um período em que o animal deve ficar em jejum para não passar mal na viagem. Esse período deve ser definido junto ao veterinário, pois varia de acordo com idade e peso de cada pet”, alerta a veterinária Carla Storino, da Cobasi. Após o início da viagem, a profissional orienta que se façam paradas a cada duas horas. “O ideal é que os donos ofereçam água ao animal a cada parada e vejam se ele precisa fazer alguma necessidade”, ensina Carla. Seguindo essas dicas, a viagem será tranquila e agradável para todos. E não se esqueça: caso esteja indo para alguma praia, veja se é permitida a entrada de animais no local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here