Novembro Azul

0
86

Saiba porque é tão importante passar por consultas rotineiras de saúde e evitar doenças como o câncer de próstata, que é a segunda causa de morte entre a população masculina

A campanha de saúde Novembro Azul é focada na saúde dos homens e ressalta a importância da prevenção de doenças com as visitas rotineiras ao médico, principalmente o câncer de próstata, que é a segunda causa de morte entre a população masculina, com um aumento significativo de incidência a partir dos 60 anos. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), um homem morre a cada 38 minutos no Brasil devido a esse tipo câncer. Entre 2018 e 2019, o INCA estimou 68.220 novos casos da doença. Segundo Dr. Auro Del Giglio, oncologista do HCor, em quase todos os casos, a doença demora a se manifestar. “Não há sinais e nem alterações clínicas significativas que podem levantar alguma suspeita. Essa ausência de sintomas camufla o surgimento e o crescimento do tumor. Como não sentem nada, muitos homens não procuram o urologista, fazendo com que o diagnóstico seja realizado tardiamente”, revela o médico.

O grande perigo do câncer de próstata é ser uma doença silenciosa e assintomática. Assim, grande parte dos homens é diagnosticado quando ele já avançou. “Cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada quando os pacientes chegam ao consultório, dificultando a cura”, diz Dr. Edson Amaral, urologista da clínica Amor Saúde de Ipatinga (MG), parceira do Cartão de TODOS, cartão que dá acesso a consultas médicas à preços acessíveis em mais de 230 clínicas parceiras pelo Brasil. Para Aquiles Vilar, vice-presidente do Cartão de TODOS, a importância da campanha Novembro Azul é justamente chamar o público masculino para as consultas rotineiras. Por isso, a empresa apoia a campanha com cartazes e outros elementos visuais destacados em todas as suas unidades da rede, presentes em todo o país. “A empresa alerta aos homens para se consultarem regularmente, pois o diagnóstico precoce pode fazer toda a diferença na cura do câncer”, afirma.

Segundo o urologista Dr. Edson Amaral, o exame preventivo é fundamental para o diagnóstico e tratamento precoce. “Ele deve ser realizado anualmente a partir dos 50 anos em quem não tem histórico familiar e dos 40 em quem já possui algum familiar com a doença”, diz. Segundo Dr. Antonio Correa Lopes Neto, urologista do HCor, além de quem tem casos da doença na família, obesos e raça negra têm maior predisposição a este tipo de tumor e, por isso, devem iniciar o check-up prostático já aos 40 anos. “Este check-up consta da dosagem do PSA (antígeno prostático específico) no sangue e exame de toque prostático visando avaliar consistência e presença de nódulos na glândula. Normalmente, solicita-se também ultrassonografia das vias urinárias e próstata”, esclarece o médico.

Os especialistas também reforçam a importância de se manter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas, fundamentais para prevenção de todos os tipos de cânceres, além de evitar o consumo de tabaco e a ingestão de álcool em excesso.

  • Mais de 60 mil novos casos de câncer de próstata são diagnosticados por ano no Brasil;
  • Em fase inicial, as chances de cura chegam a 90%;
  • Quando alguns sintomas começam a aparecer, 95% dos tumores já estão em fase avançada;
  • São registrados quase 14 mil óbitos anualmente
  • É o segundo tipo de câncer mais frequente em homens;
  • Cerca de 10% dos homens, após os 50 anos, desenvolvem a doença.

Fonte Inca (Instituto Nacional de Câncer)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here